Uso da membrana amniótica após cirurgia de hérnia de disco

As dores ocasionadas pela ocorrência de hérnias de disco na coluna vertebral são conhecidas pela sua grave intensidade e impactam muito na qualidade de vida dos doentes. E embora as cirurgias de hérnia de disco (microdiscectomia) sejam rotineiramente bem-sucedidas, muitos pacientes permanecem com as dores relacionadas ao problema da coluna mesmo após o procedimento ou em virtude de herniação recorrente.
Há alguns anos um grupo de pesquisa cogitou que as propriedades curativas da membrana amniótica pudessem ser benéficas na recuperação de pacientes que realizaram a cirurgia de retirada de hérnia na região lombar, supondo que as células-tronco presentes na membrana seriam benéficas na redução da dor e na diminuição da incidência de novas hérnias no mesmo local. Assim, propuseram um ensaio clínico randomizado, prospectivo e controlado com esse objetivo em Atlanta, Estados Unidos.

Após a aprovação do estudo pelo comitê de ética, oitenta pacientes com indicação de cirurgia de hérnia lombar foram selecionados para participar da pesquisa. Todos participantes sofriam de neuropatia severa não responsiva ao tratamento não cirúrgico e foram submetidos à cirurgia pelo mesmo médico especialista. Metade dos pacientes recebeu um enxerto de membrana amniótica ao final do procedimento, e a outra metade (40) não recebeu o tecido, e, portanto, constituiu um grupo controle para comparação e avaliação da eficácia da ação do tratamento proposto.


Utilizando escalas de dor e físicas para avaliar os resultados, os pesquisadores verificaram que os indivíduos tratados com o enxerto demonstraram melhora estatisticamente maior em 6 semanas, bem como melhoras físicas. Os benefícios foram observados por mais 24 meses. Nenhum dos indivíduos no grupo de enxerto sofreu uma herniação recorrente no mesmo nível cirúrgico, enquanto 3 pacientes no grupo de controle sofreram uma hérnia recorrente no mesmo nível cirúrgico. Nitidamente, o uso da membrana amniótica foi benéfico na recuperação dos pacientes submetidos à microdiscectomia.

Fonte consultada: Anderson, DG et al. Membrane Improves Clinical Outcomes Following Microdiscectomy. Clin Spine Surg. 2017 Nov;30(9):413-418. Disponível em: > https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28557902/