Mudanças físicas do bebê nos primeiros meses

Principalmente se você for mãe de primeira viagem, vai ficar toda preocupada se seu bebê está se desenvolvendo bem e se está no padrão daquelas conhecidas tabelas de acompanhamento de peso e altura. Antes de sair correndo atrás do pediatra, saiba que existem muitas variáveis de bebê para bebê. Conta muito a genética dos pais, o peso com o qual seu filho nasceu, a idade gestacional, a nutrição e claro, se é menino ou menina.

Certamente você vai ir percebendo as diversas mudanças mês a mês, principalmente quando aquela fralda que parecia enorme no seu recém-nascido, não couber mais. De qualquer maneira, vamos te ajudar a identificá-las:

– Após o nascimento, o bebê pode perder até 10% do peso com o qual nasceu. Não se assuste! Isso é normal nos primeiros 10 dias após o nascimento devido a eliminação do excesso de líquidos que ficou no seu corpinho durante a gestação. Mas, até o terceiro mês ele vai ganhar de 500 gramas a 1 quilo e crescer de 2 a 4 centímetros mensais.

– Entre 3 e 6 meses, seu pequeno vai permanecer mais tempo acordado e vai se mexer muito mais. Já deve sustentar a cabeça voluntariamente e olhar tudo o que puder, pois estará amadurecendo as vias visuais. Ele vai continuar ganhando peso, porém, menos que no primeiro trimestre e vai crescer de 1 a 3 centímetros.

– No período entre 6 e 12 meses, seu filho vai passar por mudanças nos hábitos alimentares e você vai notar novas habilidades motoras: com aproximadamente 10 meses ele começa a engatinhar por exemplo. Também, nessa idade, surgem os primeiros dois dentinhos frontais de baixo. Seu bebê deve continuar ganhando peso (de 400 a 700 gramas mensais) e crescendo de 1 a 2 centímetros por mês.

– Entre 12 e 18 meses, sua alimentação fica ainda mais variadas. Seu bebê vai ganhar peso e crescer de forma mais contínua, porém mais devagar. Nesta fase ele começa a marchar sem apoio, mas claro, cada criança tem o seu tempo. Espera-se que a criança fale dissílabos por volta dos 15 meses.

Estas são algumas das muitas mudanças físicas que você vai observar no seu filho. Mas, se notar alguma coisa estranha ou que a preocupe, não duvide em consultar o pediatra.