Saiba como evitar o diabetes gestacional

diabetes gestacional

Entre as inúmeras alterações ocorridas na gravidez, a redução de insulina pelos hormônios produzidos pela placenta é uma das mais graves. A insulina é responsável por administrar os níveis de glicose no sangue, quando o corpo não produz a substância de forma suficiente, os níveis sobem de forma desregulada, o que pode causar o diabetes gestacional.


A doença atinge principalmente as gestantes com idade acima dos 25 anos, aquelas que já apresentam quadro de hipertensão arterial, excesso de peso durante a gestação, baixa estatura ou são fumantes. Mulheres grávidas que possuem histórico familiar de diabetes (pais, irmãos e avós) também possuem maior propensão à doença.

Como descubro o diabetes gestacional?

As gestantes que não possuem os fatores de risco precisam de um acompanhamento menor, naturalmente, ainda assim, a recomendação é que todas as futuras mamães acompanhem seus níveis de glicose a partir da 24ª semana, no começo do sexto mês. Mulheres grávidas com os fatores de risco devem fazer o acompanhamento da glicose desde o primeiro pré-natal. O exame deve ser feito sempre em jejum de oito horas.
Segundo consenso publicado no Arquivo Brasileiro de Endocrinologia & Metabologia, o teste realizado no primeiro pré-natal deve ter resultado inferior de 85 a 90 miligramas de glicose por decilitro de sangue (mg/dL). Se acima, a gestante precisará realizar um teste oral de tolerância à glicose.
A incidência da diabetes gestacional durante a gestação atinge cerca de 3 a 8% das mulheres, segundo estimativas.
É importante lembrar que o excesso de açúcar e outros componentes que alteram a glicemia podem causar diversos problemas para o bebê. “A glicose na corrente sanguínea acaba lesionando a parede dos vasos, as células de órgãos nobres, como coração, rins, olhos e, no caso da gestante, a placenta também, entrando na corrente sanguínea do bebê, já predispondo essa criança a ser um futuro obeso ou diabético – causando as complicações conhecidas de trabalho de parto prematuro, infarto silencioso (sem causar dor no peito), perda da função dos rins e cegueira”, alerta a especialista Jaqueline Coelho.

Como evitar o diabetes gestacional?

Manter o controle do diabetes durante a gestação necessita apenas de alimentação balanceada, de acordo com orientação profissional. A recomendação é uma dieta composta por carboidratos de alta qualidade, integrais e boas fontes de proteínas, que ajudam na saciedade e na menor liberação de glicose no organismo. Consumir ao menos cinco porções de frutas e verduras ao dia, sem muito tempo entre as refeições (no máximo duas horas) também é recomendado.
Fibras são essenciais e nutrientes, como vitaminas C, E, selênio, flavonoides encontrados nas frutas, verduras, grãos e castanhas, todos ideais para ajudar na prevenção.
Além da alimentação balanceada, com proteínas, vitaminas e minerais, a prática de atividades físicas regulares, como caminhada e outros exercícios, o acompanhamento do peso no mínimo a cada 30 dias e a orientação médica são essenciais para prevenir ou controlar o diabetes gestacional.
[Postado originalmente em 22 de outubro de 2014. Atualizado em 16 de dezembro de 2015]