Problemas de alimentação: crianças acima do peso

Você já deve ter notado que o pediatra anota o peso e a altura do bebê sempre e costuma colocar os dados em um gráfico, que acompanha o desenvolvimento do seu filho ao longo dos anos. Se, por um acaso, houver um aumento de peso significativo, pulando, por exemplo, de uma medida que estava na média das crianças da mesma idade, para uma bastante acima, isso pode ser sinal de que ele está ganhando quilos rápido demais.
Além do peso e da altura no decorrer do tempo, o médico vai considerar ainda o peso dos pais e o estado geral de saúde da criança.

O que você pode fazer:

Na maioria das vezes, não é recomendado que crianças pequenas façam dietas restritivas, porque é muito provável que acabem deixando de consumir nutrientes fundamentais para seu crescimento. Geralmente, o indicado é manter uma alimentação bem saudável e elevar o nível de atividade, para que a altura consiga “alcançar” o peso. E como se faz isso? Desligue a TV e deixe seu filho correr para lá e para cá, livremente, por pelo menos meia hora por dia!
É comum que crianças acima do peso estejam acostumadas a alimentos gordurosos e açucarados, assim como a bebidas bem doces, por isso, tente treinar o paladar do seu filho para aceitar itens mais saudáveis, como grãos integrais, sucos naturais, frutas, verduras e legumes (um docinho de vez em quando não faz mal!). Só tome cuidado para não exagerar na dose dos sucos, porque até eles podem ser prejudiciais se consumidos em demasia.
Outra fonte de calorias e gorduras que pode ser controlada é o leite. Após os 2 anos, em casos mais extremos de excesso de peso, os médicos podem até recomendar o leite desnatado (um copo de leite integral tem 150 calorias e 8 gramas de gordura, enquanto a mesma medida do desnatado tem 90 calorias e nenhuma gordura). Mas é uma medida que só pode ser tomada sob estrita recomendação médica.
Por fim, pense no que você e o resto da família vêm comendo também e em que tipo de modelo vocês são quando o assunto é atividade física. Lembre-se: crianças aprendem pelo exemplo.
Dependendo da situação, o pediatra poderá aconselhar que você procure um endocrinologista para investigar certos tipos de doenças que provocam aumento de peso ou um nutricionista para auxiliá-la a montar uma dieta menos engordativa e mais equilibrada.
 
Fonte