Festa na maternidade: pode ou não pode?

Festa na Maternidade

O mundo das mães e da maternidade traz uma moda diferente a cada dia. Há alguns anos, não se ouvia falar nas festas de revelação do sexo do bebê, algo cada vez mais comum atualmente.  Do mesmo modo, o que costumava ser apenas uma visita rápida na maternidade para parabenizar os pais e conhecer o bebê está se transformando em uma comemoração completa.

São as festas na maternidade: os pais, ou a família ou amigos dos pais, contratam um serviço de decoração e comida para receber as pessoas que vão visitá-los na maternidade, no mesmo quarto em que o bebê nasceu e a mãe está internada.

A recepção pode ser contratada para o dia após o nascimento e até mesmo pode se estender por mais dias – até que mãe e bebê recebam alta, por exemplo.

Serviço especializado

Festa na Maternidade

Como toda festa, essa comemoração pode ser feita de vários jeitos. As temáticas mais comuns são ursinhos, bailarinas, princesas, marinheiros e bichos. As cores da festa costumam harmonizar com as cores do quarto do bebê, para que a família possa aproveitar a decoração depois e levar de lembrança para casa.

A comida pode ser como a das festas infantis, com docinhos e salgadinhos, mas só quando a festa já está agendada – como no caso de cesarianas marcadas.

Como as encomendas devem ser feitas com um prazo mínimo de 30 dias, para festas não programadas, é melhor pensar melhor sobre os produtos. A sugestão para parto normal é a escolha de itens mais duráveis, como chocolates, balas e confeitos, pois podem aguardar a chegada do bebê por mais tempo após a produção.

A partir daí, a festa pode aumentar e ter todo o conforto que os pais desejam e podem pagar: pode ter garçom, serviço de concierge, lembrancinha para os convidados, etc. Tudo dentro do que o hospital permite.

É comum que algumas empresas mantenham contato com maternidades, médicos e enfermeiros para desenvolver um produto que atende às necessidades da mãe, mas toma os cuidados necessários com o ambiente hospitalar.

Restrições e críticas

Festa na Maternidade

Mesmo que as empresas ofereçam um serviço vasto, não é permitido fazer de tudo nas festas. Por exemplo, não é recomendado usar flores naturais na decoração, porque elas podem desencadear alergia no bebê.

Os profissionais de saúde não costumam ser contra as festas, ainda que o bom senso tenha de imperar: a maternidade é um ambiente hospitalar.

Em entrevista ao Portal Delas, do iG, o diretor da Maternidade Perinatal Barra, Maurizio Pellitteri, recomenda grupos com no máximo cinco visitantes por vez, com permanências curtas. O ambiente fechado, com pouca circulação de ar, pode favorecer doenças no bebê, como uma virose.

É preciso verificar com o hospital o que pode e o que é restrito. É preciso pensar na saúde do bebê e da mamãe, na higiene e na tranquilidade de pacientes, funcionários e visitantes do local. Não dá para querer servir bebidas alcoólicas, por exemplo, ou contratar um DJ.

As restrições são muitas e as críticas também: muitas pessoas acham que a maternidade não é um lugar para fazer festas, e que isso pode prejudicar o bebê.Algumas mães não gostam da ideia, porque os dias após o parto costumam  ser cansativos. Outras preferem receber as primeiras visitas já na maternidade, para poderem descansar quando chegarem em casa.

E você, o que pensa sobre a festa na maternidade?