Está grávida? Saiba quais os benefícios de praticar exercícios durante a gravidez

Atividade Física na Gravidez Hemocord Magazine

Há várias modalidades disponíveis que favorecem a saúde da gestante e do bebê
Praticar exercícios físicos é importante em qualquer etapa da vida. Entre tantos benefícios, ajuda a prevenir inúmeras doenças, melhora o condicionamento cardiovascular e proporciona bem-estar físico e emocional. Para mulheres grávidas não seria diferente. Ao fazer alguma atividade física, a futura mamãe pode evitar complicações, como diabetes gestacional, reduzir o inchaço e as dores musculares (principalmente na região lombar), controlar a ansiedade e a pressão arterial, além de ajudar a aumentar as chances de parto normal. Os benefícios também valem para o bebê, que terá o desenvolvimento favorecido.
Antes de iniciar qualquer modalidade de exercício físico, é necessário que a gestante consulte o médico para saber se não há nenhuma restrição. Se a grávida não praticava atividades físicas antes, o melhor é que opte por exercícios mais leves e com menos impacto. A atividade deverá ser orientada por um educador físico, para que não tenha esforço excessivo e os movimentos sejam feitos corretamente. Alguns cuidados devem ser tomados antes de iniciar a atividade. É importante que as grávidas não façam exercícios em jejum e se hidratem antes, durante e depois. A roupa também deve ser confortável, sem apertar a barriga, assim como o calçado, que deve ser específico para atividades físicas, o que ajudará a diminuir o impacto nas articulações e evitar lesões.
Há diversas atividades que as grávidas podem praticar. O tempo varia de 30 a 60 minutos, moderadamente, e de 3 a 6 vezes por semana. Mas com o avanço da gravidez, a intensidade deve ser reduzida. O alongamento não deve ser dispensado antes e depois de qualquer atividade física.  Veja quais as modalidades mais indicadas para as mulheres grávidas:
Musculação – Se a gestante já praticava antes da gravidez, não há maiores problemas em continuar com esse tipo de exercício, apenas deve ser reduzida a intensidade. No entanto, deve ter o aval do obstetra e a supervisão de um profissional. A musculação contribui principalmente para o fortalecimento das articulações e consequentemente na redução das dores na região lombar;
Pilates – O pilates, assim como a musculação, é indicado principalmente para quem já praticava antes da gravidez, por exigir maior esforço do que outras atividades. Os médicos recomendam que iniciantes comecem a atividade a partir do segundo trimestre. Os benefícios do pilates para as grávidas estão no fortalecimento abdominal e do assoalho pélvico, que ficam enfraquecidos durante esse período, além de diminuir o risco de incontinência urinária;
Hidroginástica/Natação – A melhora no condicionamento físico é evidente nessa atividade, assim como o fortalecimento de músculos e melhora do equilíbrio em mulheres grávidas. Essa atividade também ajuda a melhorar a parte circulatória e é bastante indicada por ter baixo impacto nas articulações.
Caminhada – A caminhada é uma atividade que pode ser praticada pela gestante, desde que não haja contraindicações. A roupa deve ser leve e confortável e o calçado adequado para o tipo de exercício. A prática aumenta a disposição, ajuda a recuperação pós-parto ser mais rápida, diminui o estresse entre outros benefícios. Para as grávidas, é indicado caminhar em superfícies regulares;
Ioga – Os alongamentos dessa atividade beneficiam especialmente as grávidas, ajudando na diminuição de dores, fortalecimento dos músculos e aumento da flexibilidade. Assim como outras atividades físicas, a ioga aumenta a produção de endorfina, substância que dá sensação de bem-estar. O exercício trabalha técnicas de respiração e relaxamento e pode ser feito à noite, ajudando a gestante a ter um sono mais tranquilo.
 
O Hemocord sugere que você leia também:
Como evitar e tratar o problema de varizes na gravidez
Cinco alimentos que não podem faltar no prato das grávidas