Atenção aos sintomas de leucemia infantil

Aproximadamente 28% dos casos de câncer que acometem crianças são leucemias. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, essas doenças são responsáveis pelo maior índice de mortalidade infantil no Brasil. 


Alguns tipos de leucemias e outros cânceres do sangue podem ser tratados e curados com o transplante de células-tronco da medula óssea e/ou do cordão umbilical. Mas é importante identificar os sintomas para aumentar as chances de cura da criança.
O início dos sintomas leucêmicos costuma ser brusco, porém permanecem por semanas até o diagnóstico. Nesse período inicial, a maioria das crianças e dos adolescentes apresentam sintomas inespecíficos:

 prostração,
 cansaço,
 dor nos membros superiores e inferiores (dor óssea)
 inapetência.


A dor óssea é um achado frequente (25% a 40% dos casos), e muitas vezes é o primeiro sintoma da doença. Esta dor pode ser difusa nos membros superiores ou inferiores ou em região lombar, levando a criança se recusar a caminhar ou movimentar-se. Febre persistente e emagrecimento também são sinais da doença. Também podem ocorrer fenômenos hemorrágicos, como sangramento espontâneo das gengivas; e aparecimento de ínguas.

Frente a presença e persistência estes sinais e sintomas, é importante a avaliação do pediatra. Fique atento!

Fonte consultada:
Departamento Científico de Oncologia. Sociedade Brasileira de Pediatria. Fevereiro laranja:
diagnóstico precoce das leucemias. Disponível em: > https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/23366c-NotaEspecial_-_Fevereiro_laranja-_diagn_precoce_leucemias.pdf <