Quando e como fazer os filhos abandonarem a chupeta?
chupeta como abandonar

Quando e como fazer os filhos abandonarem a chupeta?

É muito difícil conhecer uma criança que não use ou que não tenha usado a chupeta. Esse objeto, também chamado de bico em algumas regiões do Brasil, traz conforto para os pequenos e os ajuda a ficarem calmos. Muitas vezes, eles não conseguem dormir sem ele. E, por isso, a hora de fazer os filhos abandonarem esse hábito é um transtorno para os pais.

Qual é o momento certo para deixar a chupeta ou bico? E como os pais podem facilitar essa transição para os filhos e para eles mesmos?

Qual é o momento certo de abandonar a chupeta?

Chupar a chupeta é mais do que um costume para os bebês. Em ultrassonografias, é possível ver que a criança, mesmo antes de nascer, já chupa o dedo.

A sucção é uma necessidade fisiológica, algo de que o pequeno vai precisar na hora da amamentação. Por isso, pesquisas mostram que a maioria das mães já oferece a chupeta antes de a criança deixar a maternidade.

Os motivos para oferecer o objeto variam, mas todos levam ao mesmo lugar: a chupeta é reconfortante.

Os bebês primogênitos usam mais, o que pode significar que mães menos experientes ficam mais nervosas com o choro e oferecem a chupeta como um calmante. Mas muitos também veem o objeto como um símbolo da criança, e ficam felizes de comprar muitos bicos para o bebê que ainda nem nasceu.

Mas para que ela não prejudique a dicção do bebê, os fonoaudiólogos recomendam que a chupeta só seja oferecida na hora de dormir, e que o hábito seja retirado na medida em que a necessidade de sucção diminui – entre um e dois anos de idade.

O problema é que essa transição não é fácil, nem para os pais, nem para o bebê.

Dicas para o filho parar de chupar chupeta

Mesmo que cada criança seja diferente, algumas dicas podem ajudar a diminuir a necessidade da chupeta, até que a separação já não seja mais tão difícil. Confira:

  • Restrinja o uso aos poucos. Por exemplo, só permita o uso da chupeta na hora de dormir ou quando a criança estiver doente;
  • Faça um furo no bico da chupeta. Isso diminui o prazer da sucção, que está na pressão que a chupeta exerce no céu da boca. O furo faz com que o ar entre e a pressão diminua;
  • Não tenha várias chupetas em casa. No máximo, duas. Quando começar a perder o interesse na chupeta, o pequeno vai pensar que o problema é aquela chupeta específica, e vai pedir por outra. Use a técnica do furo em todas elas;
  • Fale que crianças mais velhas não usam chupeta. Crianças gostam de se sentir grandes! Isso fica mais fácil se ela tiver um irmão ou primos mais velhos;
  • Incentive-a a dar a chupeta para o Papai Noel, Coelhinho da Páscoa ou algum outro personagem imaginário;
  • Se quiser recompensá-la por não usar mais a chupeta, prefira passeios, presentes simples ou adesivos em vez de doces ou presentes caros. Não substitua um hábito ruim por outro!

Ainda que essa seja uma fase difícil, ela é importante para o desenvolvimento do seu filho. Por isso, seja forte e o ajude a passar por esse momento!

Enquanto seu filho ainda usa chupetas e mamadeiras, você sabe como escolher o produto certo? Confira algumas dicas neste post!