escovar os dentes

Como estimular os pequenos a escovar os dentes

Muitos pais têm dificuldades de convencer seus filhos a escovar os dentes. Isso porque a escovação pode ser um momento chato e entediante: as crianças não gostam da sensação da escova, do gosto da pasta de dente, de parar de brincar para fazer isso…

Mas já que escovar os dentes é um hábito fundamental para a saúde, temos que incentivar os pequenos a cuidar da higiene bucal desde cedo.

Conseguir despertar nos pequenos o hábito de escovar os dentes é a resposta de “um milhão de reais”, mas é possível adotar algumas práticas, que você conhecerá a seguir.

Escovar os dentes: um hábito desde a primeira infância

Para que escovar os dentes já comece a ser um hábito desde cedo, é fundamental que os pais comecem a cuidar da dentição de seus filhos desde o surgimento do primeiro dente.

Com o nascimento dos dentes, as crianças sentem muita dor e desconforto, o que pode ser aliviado com massagens nas gengivas e uso de mordedores e colheres frias.

Quando os primeiros dentinhos aparecerem, já é hora de começar a escovar os dentes dos pequenos. Ainda que eles não possam fazer isso sozinhos até, mais ou menos, os seis anos, cuidar da dentição é muito importante para prevenir o surgimento de cáries e fazer com que seu filho adquira o hábito de cuidar da saúde bucal.

Veja algumas dicas para escovar os dentes das crianças:

  • Escolha uma escova de dente apropriada. Escovas com cerdas macias e cabo pequeno, que caiba na mão da criança, são as mais indicadas;
  • Use pasta de dente infantil, com uma concentração de flúor própria para as crianças e sabor agradável. Pasta de dente para adultos não vai fazer, necessariamente, mal ao seu filho, mas a pasta infantil é mais recomendada por ter as substâncias de que a criança precisa;
  • Não exagere na quantidade de pasta. Para um bebê com até oito dentes, apenas a metade de um grão de arroz cru já é o suficiente do produto. Se a criança tiver dentes no fundo da boca, essa porção pode ser dobrada. Quando ela aprender a cuspir, entre os 2 e 3 anos, o padrão pode ser do tamanho de um grão de ervilha. Comece a aumentar a quantidade a partir dos 5 anos;
  • Quando seu filho começar a ter dentes um ao lado do outro, já inicie o uso do fio dental para tirar restos de alimentos e remover a placa bacteriana;
  • A escovação deve ser frequente: para os bebês, duas vezes ao dia; após o primeiro ano, já é possível escovar os dentes após as refeições.

Estimulando os pequenos a escovar os dentes

Escovar os dentes pode não ser a tarefa mais empolgante da rotina das crianças e, por isso, é difícil incentivá-las a manter uma boa higiene bucal. Mas os pais devem ser insistentes e buscar maneiras de convencer os filhos de que a escovação pode ser um momento divertido e prazeroso.

A odontopediatra Lúcia Coutinho diz que a melhor estratégia é usar artifícios lúdicos para fazer desse momento especial: “A mãe pode cantar, brincar, contar quatro vezes em cada grupinho de dentes – atrás, na frente, no fundão”. Isso faz com que a criança veja a escovação como uma brincadeira e tenha mais vontade de participar.

Outra dica é que o pequeno tenha duas escovas, uma para treinar e outra para que a mãe faça uma escovação eficaz. Isso porque crianças menores costumam morder a escova e, com duas delas, não é necessário comprar escovas o tempo todo.

Além disso, explique ao seu filho desde cedo o quanto é importante ir ao dentista. A maioria dos profissionais recomenda que as crianças passem a visitar o consultório do dentista com dois anos, mas muitos pais ignoram essa recomendação, só levando a criança quando já existe algum problema – como cárie.

Mas um dentista pode auxiliar nos cuidados com a higiene bucal, falar da importância do flúor, explicar sobre como a alimentação influencia na dentição e incentivar seu filho a cuidar dos dentes. Se ele estiver acostumado com o dentista, ficará mais confortável quando precisar de um tratamento de fato.

Com paciência e dedicação, é possível fazer com que as crianças gostem de escovar os dentes – e garantir que seu filho tenha sempre um sorriso lindo e saudável!

A higiene bucal é uma das formas de garantir um crescimento saudável para os pequenos. Mas existem outras maneiras de cuidar da saúde de seu filho, como prestar atenção no comportamento dele para identificar problemas ou transtornos mais sérios. Quer saber mais sobre isso? Descubra como identificar se seu filho tem TDAH.