E quando são dois? | Hemocord Magazine

E quando são dois?

Esperar um bebê já causa uma grande expectativa e ansiedade nos pais, quando essa gravidez é de gêmeos todos esses sentimentos se multiplicam por dois. Afinal, essa gestação tem exigências próprias, que precisam ser respeitadas para garantir o bem-estar da mãe e a segurança dos bebês.

Assim que confirmada a gestação dupla é preciso buscar acompanhamento médico apropriado e dar atenção especial aos exames de ultrassom e hemogramas. O primeiro ultrassom deve acontecer ainda na oitava semana e poderá revelar se os gêmeos são monozigóticos (idênticos) ou dizigóticos (diferentes).

Como a mãe fica mais sujeita a anemia, hipertensão e diabetes gestacional, recomendam-se exames frequentes para acompanhamento. E atenção; a atividade física também deverá ser reduzida. É recomendável diminuir, inclusive, o esforço gasto nas tarefas domésticas e o nível de estresse. O ideal é fazer pausas de repouso pela manhã e à tarde. A maioria dos nascimentos de gestações múltiplas acontece por cesariana. No caso de gêmeos, o parto normal é possível, porém depende da posição em que estejam os bebês. O importante é que haja uma boa comunicação entre a gestante e o médico. Só ele poderá avaliar a posição de cada bebê e indicar qual a melhor opção.

Confira agora as principais diferenças entre as gestações:

• Gestação única

Duração média: de 38 a 40 semanas

Peso médio do bebê: 3 kg

Quanto a mãe engorda em média: de 8 a 12 kg

Afastamento da rotina: não é necessário

 

• Gestação de gêmeos

Duração média: de 36 a 37 semanas

Peso médio do bebê: de 2,4 a 2,7 kg

Quanto a mãe engorda em média: de 14 a 18 kg

Afastamento da rotina: a partir da 34ª semana